A relação com seu psicólogo (a).

Todos nós guardamos segredos na mente que precisam ser compreendidos. Quando confiamos em alguém pra contar esses segredos, temos a possibilidade de refletirmos sobre eles, compreendê-los em sua essência, e também dar um novo sentido se assim decidirmos.

Em psicoterapia é assim que acontece… mas esse processo de mudança pessoal só acontece quando ocorre o estabelecimento da relação terapêutica, que é um movimento natural e imprescindível para evolução do caso clínico. Mas você pode estar se questionando: e o que seria essa relação terapêutica? Posso dizer que é o vínculo desenvolvido por você com o psicólogo (a) ao longo do tempo em terapia.

Nesse sentido, afirmo que não existe terapia sem esse vínculo, assim eu acredito. Pois qualquer tentativa de desenvolvimento pessoal sem o estabelecimento da relação terapêutica é um processo fadado ao fracasso. Isso acontece porque para nos desnudarmos para outra pessoa é preciso haver confiança. Ninguém conta sobre si para alguém que não confia. Isso acontece em psicoterapia, ou seja, enquanto você não se sente 100% a vontade com o profissional que te atende, você não evoluirá na terapia. É como se você ficasse com o carro parado esperando o motor esquentar e somente quando ele esquenta pega no tranco e você anda. É por isso também que para algumas pessoas a psicoterapia acaba sendo um pouco mais demorada que para outras.

Nós psicólogos percebemos como se dá o estabelecimento dessa relação pra cada paciente, porque sabemos que o vínculo se estabelece de forma diferente de pessoa pra pessoa. Ao longo das sessões a gente sente como cada pessoa gosta de ser tratada e assim compreendemos a necessidade emocional de cada uma delas. É assim que acabamos sendo um psicólogo diferente pra cada pessoa.

Para você compreender melhor isso, vou explicar como recepciono meus pacientes no consultório. Alguns pacientes eu recebo com um aperto de mão simples, outros com aperto de mão mais irreverente, outros eu recebo com um abraço leve, outros com um abraço apertado, outros eu uno aperto de mão ou abraço com 2 beijos no rosto, e tem até quem eu ofereça café. Essa forma de agir também muda ao longo da sessão e é colocada em prática segundo a necessidade de cada um. Perceba que cada uma dessas pessoas tem necessidades diferentes de afeto e isso é importante para o estabelecimento do vínculo, ou seja, da relação terapêutica.

Na prática para algumas pessoas estabelecer esse vínculo é mais difícil que para outras, mas isso não significa que o processo dela não evolui. Na verdade, acontece que para essa pessoa o tempo de terapia acaba sendo diferente, é o tempo dela e isso varia mesmo de pessoa pra pessoa.

Acontece muito de o início de cada terapia ser bastante estranho, e isso acontece porque essa relação terapêutica ainda não foi estabelecida e com isso você se sente desconfortável, confuso, e censura informações importantes sobre si. Nesse sentido, esse vínculo terapêutico precisa ser encarado como um assunto que você estuda e se esforça pra entender repetindo diversas vezes o conteúdo, ou seja insistindo. Digo isso pois quando decidimos mudar de psicólogo a cada desconforto a gente acaba não criando raízes e isso impacta o desenvolvimento da terapia, que é o resultado esperado por todos nós.

Então, para finalizar, saliento que é preciso aguardar, dar tempo e se esforçar para que essa sintonia ocorra… Um casal não passa a confiar no outro no primeiro beijo, é preciso convivência pra que isso ocorra, pra que eles possam dividir a vida e acreditar que o outro te faz bem ou pode te fazer bem.


1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s