O que é um Transtorno de Personalidade?

Transtorno de Personalidade (TP) é uma doença psiquiátrica que se caracteriza por um padrão de pensamento e comportamento rígido e disfuncional. Isso significa que quem possui o transtorno tem significativo sofrimento e comprometimento em diversas áreas da vida. Ainda não se sabe ao certo a origem da doença, mas há consenso de que fatores genéticos e ambientais contribuem para seu desenvolvimento.

Caracteristicamente, um transtorno de personalidade diz respeito ao modo como a pessoa age no dia a dia, afinal estamos falando da personalidade dela, é seu jeito de ser, portanto, é a forma como ela se expressa enquanto pessoa. “É a manifestação de um conjunto de comportamentos e reações afetivas claramente desarmônicos, envolvendo vários aspectos da vida do indivíduo, como a afetividade, o controle de impulsos, o modo e estilo de relacionamento interpessoal, etc.” (DALGALARRONDO, 2008, p. 268).

Essas características não são fáceis de serem modificadas, na verdade, elas costumam durar a vida toda, fazendo com que a pessoa se mantenha em constante tratamento psicológico e psiquiátrico. Normalmente esses transtornos tornam-se evidentes no final da adolescência e início da vida adulta e quando a pessoa não recebe o diagnóstico é possível viver a vida toda em sofrimento, seja em âmbito pessoal ou profissional.

Um Transtorno de Personalidade afeta diretamente as relações interpessoais das pessoas. Tanto o portador da doença quanto as pessoas próximas costumam se impactadas por ela, pois dependendo do grau de comprometimento do transtorno que, de modo geral, leva o paciente a vivenciar muita angústia, solidão, sensação de fracasso, impulsividade, dependência, irritação, etc. isso atrapalha sua vida pessoal e interfere também na vida dos que estão a sua volta.

Existem vários tipos de Transtorno de Personalidade e cada um deles se manifesta de forma específica demarcando suas características cognitivas e comportamentais disfuncionais. Certamente você já ouviu falar de alguns deles porque os diagnósticos psiquiátricos são utilizados com muita frequência no dia a dia para referir-se justamente às formas de agir das pessoas. Para exemplificar, aqui no texto citamos alguns desses transtornos e em futuros textos explicaremos em detalhes cada um. Sendo assim, podemos dizer que existe o Transtorno de Personalidade Bipolar, o Transtorno de Personalidade Borderline, o Dependente, o Paranóide, Narcisista, etc.

Quanto ao tratamento para esse tipo de transtorno, prioritariamente esses pacientes necessitam de acompanhamento psicoterapêutico. Ou seja, o primeiro foco de tratamento será o psicológico, pois se estamos falando de personalidade, é fundamental que haja acompanhamento de um psicólogo para proporcionar autoconhecimento a esta pessoa. No entanto, em alguns casos, há possibilidade também de haver a necessidade de tratamento medicamentoso porque os efeitos dos TP podem contribuir para o surgimento de outras psicopatologias, como por exemplo, a depressão e a ansiedade. Em muitos casos é necessário medicação também para controle de impulsos por exemplo, como é o caso de pacientes bipolares e borderlines.

Referências:

DALGALARRNDO, Paulo. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. 2 ed. – Porto Alegre: Artmed, 2008.

https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/transtornos-psiqui%C3%A1tricos/transtornos-de-personalidade/vis%C3%A3o-geral-dos-transtornos-de-personalidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s