“Toda transformação começa de DENTRO para FORA…”

Já percebeu que sempre nessa época do ano a maioria das pessoas refletem sobre o ano que passou e criam novas metas para o próximo? Pois é, isso é muito comum, porém, mais comum ainda são essas novas metas não saírem do papel ou não serem alcançadas.

Vou te falar uma verdade verdadeira: O dia da mentira não é o dia primeiro de abril (01/04), mas sim, o dia primeiro de janeiro (01/01) de cada ano, pois nesse dia muita gente afirma que tudo vai mudar ou que algo irá acontecer e no final nada acontece. As promessas variam muito, vai desde amar mais ao próximo, ser um melhor amigo (a), esposo (a), namorado (a), filho (a), mãe (a), pai (a), aluno (a), ser um profissional (a) melhor, iniciar uma nova dieta ou se matricula na academia, até iniciar um curso de inglês. Se eu fosse listar aqui quantas promessas são realizadas este texto não acabaria.

Tudo isso é muito comum, a maioria de nós entra no clima do Natal e Réveillon e já começa a fabular sobre o próximo ano. Este pode ser mais um fim e início de ano sem mudança, sem ação, por isso, um exercício bastante interessante para o momento é refletir:

1) Retrospectiva: Antes de definir novas metas é muito bom fazer uma retrospectiva e refletir sobre as metas que você não alcançou em 2017. Pense sobre os motivos que contribuíram para que elas não fossem alcançadas. Responda, por exemplo, quais metas você possui total responsabilidade por não ter alcançado e quais, verdadeiramente, os fatores externos impediram.

2) Aceitação: Uma vez identificada sua responsabilidade para o fracasso nas metas, é importante aceitá-las. Faz parte do processo de mudança aceitar os acontecimentos como eles são de fato sem criar possíveis desculpas. Em matéria de mudança, ou seja, transformação pessoal que repercute em desenvolvimento, é fundamental assumirmos as responsabilidades de nossas ações. Pessoas que não assumem as rédeas de sua vida, normalmente se comportam criticando outras pessoas, reclamando das circunstâncias, se fazendo de vítimas ou buscando sempre um culpado para justificar o que aconteceu ou seus erros. Lembre-se: aceite sua responsabilidade!

3) Potencialize suas virtudes: Se você aceitar sua parte na ação estará passando por um processo importante que se chama “transformação” e isso contribui para que novas metas possam ser estabelecidas. Mudarmos é necessário, pois não adianta definir novas metas se você continuar o mesmo, pois como consequência terá o mesmo resultado. A mudança que você quer viver não vem dos objetivos, mas sim de você, isso vem de dentro. A transformação sempre acontece de dentro para fora, por isso, uma forma de colocar na prática essa mudança é identificando uma forma de potencializar suas virtudes. Quais qualidades você possui que pode te ajudar a alcançar tal objetivo? Como esse talento pode ser explorado melhor? Respondendo a essas perguntas você poderá ultrapassar a velha ideia de que devemos nos ocupar com nossos pontos a desenvolver e focará em melhorar aquilo que tem e já é sucesso.

4) Foco para manter motivação: Se você definiu metas e não teve resultado em 2017, pode ser que esteja trabalhando de forma inadequada e, por isso, não tem produzido motivação suficiente para manter-se focado. A motivação gasta boa parte de nossa energia psíquica. Segundo Jung, nossa psique é um reservatório de autorregulação energético, ou seja, nossa energia psicológica é limitada e, uma vez gasta em determinados objetivos, faltará para outros. A energia psíquica a qual chamamos de motivação não será colocada na mesma proporção em todos os desejos, por isso, na maioria das vezes, os objetivos acabam por serem perdidos no meio do caminho. Com isso eu sugiro a você ser o mais focado possível. Estabelecer muitos objetivos para o ano é possível sim, mas para falarmos em alcance de metas é necessário escolher aquela que você julga ser a mais importante e assim gastar sua energia nela.

5) objetivos = metas fragmentadas: Além de escolher uma meta, tipo a principal do ano, eu sugiro você fragmentá-la. Isso mesmo! Divida esse objetivo em muitas outras metas criando uma espécie de quebra cabeça em que o final só é alcançado quando todas as demais peças forem encaixadas. No que taPuzzle, Missing, Partnge ao seu objetivo, no caso, o quebra cabeça só será completado quando todas as demais pequenas metas forem concluídas. Por exemplo, digamos que seu objetivo para 2018 é ser promovido, defina o que é importante fazer para que isso seja concretizado no futuro. Como metas fragmentadas poderíamos sugerir: iniciar um pós ou um curso de idiomas, iniciar terapia para obter autoconhecimento e melhorar relacionamentos, passar por um processo de coaching, expor essa vontade a seu líder, e outras tantas pequenas metas. Lembrando que cada meta fragmentada pode ser reforçada com micro metas, seria uma forma de garantir que manterá seu foco e motivação para concluir todas as partes necessárias.

6) Invista em seu desenvolvimento: Se por acaso você chegou até essa altura do texto e ainda acha que não conseguirá atingir o que deseja em 2018, pode ser que seja necessário um trabalho de análise de seus pensamentos ou de adquirir novas habilidades psicológicas. Nós somos os pensamentos e sentimentos que temos e são eles que ditam a regra quando o assunto é comportamento.

Comece o novo ano pensando primeiramente em você (de dentro pra fora) fugindo da autossabotagem. Você é o único representante de seus sonhos e objetivos na terra.

Screenshot_2017-12-17-23-40-05_1

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s