Treinamento motivacional existe?

Muitas pessoas já me fizeram essa pergunta em momentos diferentes, sobretudo, porque existe o jargão conhecido “ninguém motiva ninguém”. Mas, se ninguém motiva ninguém, porque então as empresas continuam pedindo e ministrando treinamentos tidos como motivacionais?

Trabalhando há anos com Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, lendo bastante e tendo a oportunidade de ministrar cursos de diversos temas já me peguei também pensando bastante sobre o assunto, por isso, escrevo este texto dividindo minha opinião com vocês em relação à questão. De imediato informo que este é um texto opinativo, ou seja, não se configura uma verdade absoluta, mas sim uma reflexão sobre o assunto.

Refletir sobre motivação é muito interessante e muito importante porque somos seres cheios de motivos impulsionadores. No livro (Motivação e Emoção – do autor Reeve) uma das primeiras dicas para o estudo de motivação é escolher uma palavra que para você simbolize o que é motivação. Eu escolhi e sempre uso a palavra impulso, pois é assim que eu a represento. Motivação para mim é aquilo que te impulsiona a fazer algo, te dar ânimo para acordar e querer estudar ou ir para o trabalho.

Falando sobre tipos de treinamento eu verdadeiramente só compreendo que existem dois: o treinamento técnico e o comportamental. Não interpreto treinamento motivacional como sendo mais um tipo de Treinamento. Na verdade, para mim, o que comumente é chamado de Treinamento motivacional se trata de “ações motivacionais” que são colocadas em prática muitas vezes pelos profissionais de T&D nos treinamentos comportamentais. Digo isso porque concordo plenamente com o jargão de que “ninguém motiva ninguém” pelo fato de a motivação ser um fenômeno psicológico, logo, individual. Portanto, uma pessoa não pode transferir motivação para outra como se espera em um treinamento, o que pode acontecer é um profissional utilizar o treinamento para estimular outra pessoa a se motivar e isso pode ser feito de diversas formas dependendo da estratégia definida e não somente através de treinamento. Tanto é que muitas palestras e treinamentos tidos como motivacionais não surtem efeito algum… Por que será?

O treinamento sempre possui um objetivo específico de capacitação, implica em desenvolvimento de alguém e resulta em mudança que pode ser técnica ou comportamental. As atividades desenvolvidas pelo setor de treinamento ou Universidade Corporativa com a finalidade de motivar os colaboradores eu chamo de treinamento comportamental, pois o objetivo é mudar comportamento.

Já as ações motivacionais são para mim postas em prática de diversas formas, muitas delas com mecanismos simples e outras mais elaboradas. Enviar um e-mail para um colaborador no dia do seu aniversário é considerada uma ação motivacional, assim como compartilhar e dividir a História e os novos desafios da Organização em um treinamento também estimulam os colaboradores e pode ser considerada uma ação motivacional.

Atualmente é muito comum lermos textos falando sobre pessoas que abandonaram tudo para viverem de profissões que realmente te dão prazer. Isso é basicamente a compreensão daquilo que impulsiona esses profissionais, ou seja, é o conhecimento sobre suas motivações.

Mas, você pode está pensando: O motivo de eu ir trabalhar é que eu tenho que pagar as contas, porém alterno entre momentos de motivação e de desmotivação. Será que isso é normal?

Sim, é muito normal J, é comum J, porque a motivação trata-se de um fenômeno subjetivo e que muda de intensidade de pessoa para pessoa e muda de intensidade no próprio indivíduo. Além disso, a motivação é derivada de um motivo e este pode mudar a qualquer momento ou deixar de fazer sentido em determinado momento e consequentemente você desmotivar.

É complexo pensar em treinamento motivacional, pois isso tem impactos dentro da própria área de T&D, pois como explicar que um colaborador participou de um treinamento, mas continua demonstrando desmotivação. Como um profissional vai garantir que o outro estará motivado após seu treinamento ou curso se motivação é algo tão intrínseco ao ser humano. Não estou dizendo que a área de T&D não pode se responsabilizar por seus resultados, não é isso que estou falando, e para este assunto, inclusive, depois eu escrevo outro texto, pois é um tema muito vasto. Mas, em se tratando de ações motivacionais colocá-la como um treinamento pode criar uma situação estranha dentro da própria empresa. Sendo assim, ação motivacional sempre deve ser citada como tal mesmo que ela seja incluída dentro da ementa de um curso.

Eu já trabalhei em uma grande Organização que todo fim de ano nós da Área de Pessoas organizávamos um evento em que um vídeo era transmitido aos colaboradores mostrando como se fosse uma linha do tempo os resultados alcançados no decorrer do ano, os desafios superados, as mudanças estratégicas, mudanças de gestão e os novos desafios para o novo ano. Confesso que só de lembrar dá um frio na barriga, uma sensação de dever comprido, um sentimento de pertencimento que durante todo o ano às vezes não sentia. Não era uma festa depois do expediente, era um evento que acontecia com duração de umas três horas durante do horário de trabalho, por isso, até o custo do evento nem era muito grande. Pode parecer clichê fazer evento de fim de ano, mas isso demonstrava o quanto a liderança da empresa tinha o interesse de se conectar com os que fazem a roda girar. Hoje muitas pessoas se desmotivam no trabalho pelo fato de não ver sentido naquilo que elas fazem e uma ação motivacional como essa pode contribuir bastante para que ele se sinta fazendo parte da organização e consequentemente isso pode ser muito positivo para os resultados da empresa.

Apesar de o evento citado ser muito interessante e surtir muito resultado, tinham pessoas que não eram tocadas, por isso, no decorrer do ano outras ações eram desenvolvidas em nosso setor para que elas viessem a se sentir como parte da empresa e com isso se conservassem motivadas a cooperar conosco nos tantos desafios que apareciam. Trabalhar em prol da motivação de funcionários é um exercício diário e que não cabe apenas em uma ação desenhada através de um treinamento, este, inclusive, pode até nem corresponder às necessidades da empresa e as expectativas de quem participa do treinamento.

Até breve!

27-treinamento-motivacional-existe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s