Atitudes que podem salvar relacionamentos.

Um dos maiores desafios do ser humano é conseguir administrar e manter suas relações sociais, sobretudo, as relações amorosas que envolvem um grau maior de envolvimento de ambas as partes. Como dito no texto (Como evitar frustrações nos relacionamentos amorosos?) a vida a dois traz inúmeros conflitos, tendo em vista que se configura a junção de duas pessoas diferentes, que tiveram educações diferentes, com hábitos e costumes diferentes, passam a dividir a maior parte de seu tempo juntos ou pelo menos boa parte dele, fazendo planos em comum, abrindo mão de planos individuais, etc.

Por isso, discutir sobre a vida sentimental é importante e basal para o bem-estar das pessoas, visto ser comum em momento de crise de um relacionamento várias outras áreas da vida serem também impactadas, como, por exemplo, a vida social e profissional. O impacto negativo na vida profissional pode, inclusive, acarretar outros complicadores, pois dependendo das circunstâncias até uma demissão pode surgir nesse ínterim. Sendo assim, investir em conhecimento para melhoria de uma relação é sempre positivo e atualmente existem inúmeras formas de se fazer isso, até mesmo pela internet. O curso “Cultivar o Amor” que fala sobre diferenças entre o casal e acessado através do link (Cultivar o Amor – Convivendo com as Diferenças Dele e Dela) pode ser uma boa forma de investimento para sua relação, pois a autora ensina técnicas de coaching que podem ser aplicadas em diversas situações.

A pesquisa da Universidade de Washington, EUA, realizada ao longo de 40 anos com mais de 3.000 casais, conhecida como laboratório do amor, aponta que existem 4 problemas que podem arruinar uma relação, mas também identificaram 4 soluções que podem contribuir positivamente para a melhoria dela. Então, se você está passando por algum problema na vida sentimental ou conhece alguém que esteja na mesma situação leia e ou compartilhe este texto, pois uma dose de conhecimento pode contribuir positivamente em um momento conturbado.

Os pesquisadores perceberam que a “crítica, o desprezo, autoproteção e o silêncio” são comportamentos maléficos na relação, ou seja, os casais que se comportam de tais formas estão colocando suas relações a fio. Para a equipe responsável pela pesquisa o primeiro sinal do fracasso em uma relação está relacionado ao (1) excesso de crítica existente entre o casal, pois elas transmitem a ideia de que a forma de ser de um dos cônjuges, companheiros (a), namorados (a), etc. está sendo atacada. (2) O desprezo seria o maior indício do fim, pois culmina no desenvolvimento de pensamentos negativos. (3) A autoproteção é sempre um meio para se proteger das críticas do parceiro e uma forma de colocar a culpa no outro. Já o (4) silêncio acontece quando um dos cônjuges não consegue lidar com as três situações anteriores e preferem se manter em silêncio evitando o confronto.

Os outros 4 comportamentos tidos como positivos para a relação foram chamados de “antídotos”, sendo: apresentar insatisfação sem atacar, demonstrar afeto e estima, assumir responsabilidade e por fim manter a calma. (1) apresentar insatisfações sem atacar pode ser posta em prática através de um diálogo em que a pessoa que reclama de algo esclareça o que ocorre, porém sem apresentar a questão de forma à apontar erros do parceiro. (2) Demonstrar afeto e estima é importante porque em uma relação a dois compreende-se que há sentimentos envolvidos e por motivos diversos pode ter deixado de ser demonstrado no dia a dia. (3) Assumir responsabilidade significa que ambos compreendem que a relação é uma construção, logo, todo o resultado, se positivo ou negativo, é de responsabilidade de ambos e por isso necessita de engajamento dos dois para conseguirem progredir. (4) No mundo em que estamos vivendo manter a calma é uma das coisas mais difíceis de se conseguir, digo isso pois as pessoas estão sempre correndo, os empregos estão a cada dia mais estressantes, e historicamente sabemos que as pessoas mais próximas são as que mais sofrem com isso.

Enfim, embora a pesquisa tenha sido realizada com casais americanos (EUA), que vivem realidades diferentes dos casais brasileiros, ela contribui com informações e serve para realizar autoanálise a fim de se conquistar uma vida sentimental mais saudável. Além disso, é interessante para se fazer pensar sobre a disponibilidade do início de uma relação, pois como visto através dos antídotos a mesma necessita de investimentos para se manter frutífera.

PsicoLigado.org

Link original da pesquisa: http://veja.abril.com.br/saude/pesquisa-identifica-atitudes-capazes-de-salvar-ou-destruir-relacionamentos/

21-atitudes-que-salvam-relacionamentos

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s