“O sofrimento Humano”

É interessante pensar que desde tempos remotos o ser humano busca alternativas para amenizar seu sofrimento. Várias disciplinas como a Teologia, Filosofia, Medicina e Psicologia, tiveram partes de sua histórias focadas na interpretação sobre o que é o sofrimento humano. A Psicologia, em especial, teve vários de seus teóricos empenhados nessa missão e cito Freud como sendo um pioneiro no processo, mas existem outros que também fizeram trabalhos interessantíssimos, como, por exemplo, Piaget e Magda Arnold.

O sofrimento mesmo sendo parte da nossa natureza sempre foi lembrado por sua característica negativa ou vinculado à fraqueza, como se o homem fosse vítima do sofrimento e não tivesse a opção na vida por escolher sofrer. Será que é assim mesmo?

Na vida inúmeras são as circunstâncias que fazem com que o ser humano escolha sofrer. Por exemplo, uma mulher que decide ser mãe certamente sabe que passará por períodos de sofrimento, mas ainda assim, prefere se tornar mãe. Um jovem que decide ser militar e sabe que o treinamento na maioria das vezes é extremamente difícil, mas ainda assim, permanece firme em seu propósito de ser militar, também escolheu sofrer.

Enfim, poderia listar inúmeras situações que mostram o sofrimento como aspecto das escolhas que o ser humano faz na vida e não somente uma causalidade, mas limito-me a dizer que o sofrimento é intrínseco em nós e parte do que somos e que de tempos em tempos ressignificamos esse sofrimento, perdendo então todo o sentido de negatividade resultando somente em fases.

Por: Maicon Moreira

2 comentários

  1. Amanda, desculpe a demora para responsê-la….

    O ser humano é uma caixinha de surpresa e as vezes se comporta de forma diferente do padrão, ou seja, de forma convencional. Se o comportamento está incomodando de alguma forma é indício de que talvez seja interessante procurar um profissional para auxiliar. Um psicólogo pode contribuir bastante para melhor entendimento da questão.

    Obrigado por nos contactar.
    Continue nos acompanhando.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s